Receitas tradicionais

Mini borboletas com núcleo de concha

Mini borboletas com núcleo de concha

Para começar, fervi água com um pouco de sal e óleo. Depois que a água ferveu, acrescentei o macarrão, que deixei ferver no máximo 8 minutos por hora.

Separadamente, descasquei a cebola, lavei e cortei em pedaços pequenos. Coloquei o alho e descasquei no ralador pequeno, depois endureci no óleo com a cebola, mas muito pouco. Em seguida, acrescentei o núcleo das cascas, que deixei descongelar em temperatura ambiente, depois lavei bem (pareciam muito duvidosas ... eram, é claro, com boa validade).

Em seguida, acrescentei o vinho e no final coloquei sal e pimenta a gosto. Eu os deixei ferver até cair.

O macarrão pronto, eu escorrai e depois enxáguei um pouco com água fria para que não grudasse, depois acrescentei o caroço das cascas prontas no ensopado de vinho.

Honestamente, meu marido comeu imediatamente.

Espero que você goste. BOM APETITE!


Salada de casca com arroz

As cascas são saborosas, mas também muito saudáveis, tanto frescas como congeladas.

Dicas sobre como usar e escolher novas conchas:

  • Apenas aqueles com uma concha fechada devem ser comprados
  • Eles serão comprados apenas em lojas especializadas em frutos do mar
  • Antes do uso, devem ser lavados em água fria corrente, limpos com uma escova dura de cozinha.
  • Como todos os frutos do mar, as conchas não devem ser cozidas por mais de 10 minutos, pois perdem o sabor.
  • Cascas frescas podem ser comidas cruas com todos os tipos de molhos

Quando usamos conchas congeladas, elas são deixadas para descongelar à noite na geladeira, depois são lavadas em água fria, limpas de impurezas com uma escova de cozinha e depois usadas.

Conchas congeladas não podem ser comidas cruas.

Faremos uma receita de salada com casca e arroz, perfeita para um jantar rápido.


Receitas de peixe deliciosas para o natal

O linguado com conchas e molho verde

O linguado é um peixe branco de sabor suave e delicado que tende a agradar aos mais pequenos da casa, bem como aos adultos.

Nesta receita o único vai acompanhá-lo com algumas cascas frescas e vamos pavimentá-lo com um molho verde.

Se não recebermos as cascas frescas, podemos preparar com cascas congeladas ou sem cascas, apenas os filetes da cintura com o seu molho verde.

  • 300 ml. de caldo de cozimento de moluscos.
  • 6 dentes de alho sem pele e rodelas.
  • Uma cebola picada.
  • Pimentos picados na hora, 2 buquês.
  • Azeite de oliva extra virgem
  • 150 ml. de vinho branco.
  • Xaile.
  1. Começamos a cozinhar as conchas, colocamos conchas e água em um caldeirão para cobri-las, adicionamos um pouco de sal e cozinhamos em fogo médio até que abram.
  2. Os grampos que não forem abertos depois de cozidos devem ser descartados. Escorra as pinças, reservando o caldo, reserve 300 ml. de caldo
  3. Tempere a sopa com uma peneira chinesa bem fina. Removemos a casca das cascas.
  4. Em uma panela, adicione um pouco de azeite para desfrutar da metade da cebolinha, cebola e alho.
  5. Depois de cozidos no vapor, junte o vinho, ferva e acrescente a sopa que tínhamos reservado e entupida.
  6. Cozinhe em fogo médio por mais 5 minutos. Em seguida, coma com o braço do liquidificador. Se gostar de uma gota mais grossa, acrescente uma colher de chá de amido de milho e cozinhe em fogo baixo, mexendo até engrossar um pouco e reserve.
  7. Numa frigideira coloque um pouco de azeite para aquecer para fazer as coxas da sola. Deite sal em cada sola de linguado e quando o azeite estiver bem quente, fazemos e douramos dos dois lados.
  8. Num grande caldeirão, retire as já douradas coxas douradas e regue com o molho verde, as cascas e o resto da cebolinha picada.
  9. Cozinhe tudo em fogo baixo por 5 minutos.
  10. Apresentamos as solas do linguado com o molho verde e as conchas num tabuleiro ou tabuleiro para o levar à mesa.

O molho de linguado com miolo e o molho verde podem ser acompanhados por batata cozida, batata dourada, quadros, arroz, legumes cozidos ou salame, salada ou purê de batata.

Filetes de bacalhau com mel e batata

A receita de bacalhau com mel foi preparada com bacalhau fresco, embora possa ser preparada com bacalhau salgado, previamente dessalinizando-o com a necessária imersão em água.

  • 1.200 gramas de carne fresca de bacalhau.
  • 2 folhas de louro.
  • 300 ml. de caldo de peixe industrial ou frio.
  • 225 gramas de farinha de trigo peneirada simples.
  • Azeite de oliva extra virgem
  • 6 colheres de sopa de mel
  • Xaile.
  • 6 batatas médias
  1. Coloquei um pouco de sal nas coxas do bacalhau. Numa frigideira, coloque uma tigela pequena de azeite de oliva para esquentar e passar um pouco as coxas de bacalhau. Marque um pouco o leite de bacalhau na frigideira, tomando cuidado para não destruí-los porque são delicados e delicados.
  2. Coloque-os com cuidado em uma bandeja ou fonte.
  3. Para preparar a massa em que vamos descansar o código, pegue numa tigela ou tigela e coloque no caldo de peixe frio as 6 colheres de sopa de mel e farinha de tomilho que iremos incorporar aos poucos.
  4. Retire até formar uma massa bem espessa. Num prato colocamos um pouco de farinha costurada para passar as cristas de bacalhau.
  5. Depois passe as crinas de bacalhau pela massa que preparei.
  6. Numa frigideira coloque um pouco de azeite virgem e quando estiver bem quente alourar dos dois lados os pêlos do bacalhau.
  7. Em seguida, doure as batatas em uma panela com um pouco de azeite virgem. Depois de dourados, nós os mantemos em um prato.
  1. No aquecedor, deixe o vinagre reduzir o fogo, depois acrescente o mel e com um pequeno fogo que você ferva, enquanto está fervendo, misture para engrossar um pouco.
  2. Eu coloco o molho em uma tigela ou tigela.
  3. Na altura de apresentar o código à mesa faremos em pratos individuais, primeiro colocaremos um colchão de batata com um pequeno molho por cima, por cima das batatas o código com um pequeno molho por cima.

Papilote de Tamboril

Entre nossas receitas de peixe, você não pode perder esta técnica de cozinha saudável, papelote.

Peixes e outros alimentos preparados com essa técnica retêm suas propriedades nutricionais, ganham sabor e retêm melhor sua textura.

Embora o tamboril não seja um peixe atraente pelo seu aspecto, é ainda um peixe acessível, de carne fina e muito rica.

  • 6 conchas de tamboril, cerca de 200 gramas cada.
  • Uma cebola grande cortada em tiras (juliana).
  • 2 cenouras em couro e cortadas em palitos.
  • 2 abóboras fatiadas.
  • 2 folhas de louro.
  • 2 colheres de chá de páprica doce
  • Azeite de oliva extra virgem
  • Uma pitada de pimenta-do-reino moída.
  • Xaile.
  1. Coloque um pequeno prato de azeite em uma panela ao fogo para secar a cebola e a cenoura. Coloque um pouco de sal por cima e adicione à abóbora.
  2. Chegamos tudo por 5 minutos. Retire do fogo e acrescente a mistura de pimentão, misture bem e guarde.
  3. Então cortei 6 pedaços quadrados de papel alumínio para preparar o papillote.
  4. Em cada pedaço de papel alumínio coloque uma cesta de tamboril com um pouco de sal e pimenta por cima. No topo de cada costela de peixe, distribuímos os legumes que fritamos e reservamos.
  5. Cortei as 2 folhas de louro e também coloquei o louro distribuído para cada lombada.
  6. Eu pré-aqueci o forno a 220 ° C por 10 minutos.
  7. Feche cada pacote de tamboril e verduras para que o caldo não saia e cozinhe com vapor concentrado.
  8. Coloque as embalagens com cuidado para que não queimem na bandeja do forno e cozinhe a uma temperatura de 220 ° C por 10 minutos. Abra o forno e retire a bandeja.
  9. Retiramos as embalagens e colocamos em pratos individuais sem abri-los, para que cada hóspede fique mergulhado nos sabores que esta forma de cozinhar guarda. Sirva papillotes quentes.

Este prato pode ser acompanhado por purê de batata, batata cozida, salada ou arroz.

Tom marmitako

O atum é uma das espécies de peixes denominadas peixes azuis.

O peixe azul é um peixe rico em nutrientes, principalmente ácidos graxos ômega 3, então podemos dizer que o atum e outros peixes azuis são coração baseado em peixes saudáveis o que nos ajuda a prevenir esse tipo de doença, evitando ou reduzindo o colesterol LDL, que é considerado colesterol ruim.

A receita que preparamos com o atum é o marmitako, um guisado preparado com atum, batata, cebola, colorau, vinho e outros ingredientes.

É muito fácil de fazer, é um prato que se serve quente e é muito gostoso.

  • 300 gramas de atum ou bonito recém-cortado.
  • 600 gramas de batatas sem pele e cortadas em quadrados.
  • Uma grande pimenta vermelha cortada em cubos.
  • Pimenta verde cortada em cubos.
  • Corte de 2 cebolas pequenas.
  • 3 dentes de alho sem pele e pequenos pedaços.
  • Um monte de salsa picada.
  • 2 folhas de louro.
  • Meia colher de chá de páprica doce.
  • 300 ml. de vinho branco.
  • 150 ml. de tomates fritos ou molho de tomate caseiro.
  • Azeite de oliva extra virgem
  • Um pequeno açafrão.
  • Xaile.
  1. Num caldeirão coloco um pouco de azeite virgem extra para esquentar a cebola, o pimentão e o alho.
  2. Quando estiverem saladas, junte as batatas, o louro, a salsa, o vinho branco, que vamos reduzir à fervura.
  3. Depois de cozido, acrescente a páprica doce, o molho de tomate, um pouco de sal e cubra com água.
  4. Cozinhe com fervura até que as batatas estejam macias.
  5. Quando as batatas estiverem macias, acrescente os filamentos de açafrão, os pedaços de atum e cozinhe por mais 8 ou 10 minutos em fogo baixo.
  6. Retire do fogo e leve à mesa para servir em pratos individuais e acompanhe com um bom pão ou um pão local.

Esperamos que você goste dessas receitas deliciosas e simples para preparar e degustar como prato principal neste Natal.

Da NatureVia, boa sorte e Feliz Natal a todos! Tópicos de Natal Receitas de Natal


INGREDIENTES espaguete com conchas na Thermomix

Verifique os ingredientes à medida que os coloca no carrinho de compras.

3 dentes de alho

1 cebola chalota (longa)

30 g de azeite

500 g de pasta de tomate

350 g de água

½ colher de chá de sal

¼ colher de chá de pimenta

½ colher de chá de colorau

1000 g de cascas frescas

300 g de espaguete

3 fios de salsa (opcional, para decoração)

Parmesão (opcional, para servir)


Para cozinhar conchas, devemos comprá-las em lojas especializadas em frutos do mar, devem ser frescas, sem cheirar mal e não devem ser abertas (serão jogadas fora e não cozidas).

Cartuchos, e em geral frutos do mar, eles cozinham em temperaturas altas para manter de nutrientes, cor e devem ser cozidos na chamada panela WOK.

Nós vamos colocar Páscoa ferva em uma panela, seguindo as instruções de preparo após a embalagem (cozinhar junto com as cascas e servir de imediato), depois escorrido.

No frigideira nomeado WOK (ou pode ser cozido em uma panela de teflon com paredes altas), colocamos óleo, suco de limão, vinho branco, alho alperce picado em fatias finas, sal, pimenta deixando ferver, em seguida, adicione vieiras misturando-os com uma espátula.

Eles vão sair às cozinhou por aprox 20 minutos, tirando assim de aroma sutil e delicioso dos ingredientes.

Doces em uma caixa de calendário

Buquê de frutas de chocolate

Cesta de chocolate

Caixa de 4 corações de chocolate

Serão servidos imediatamente bem quentes, sobre a massa quente que coloquei em um prato plano grande, branco com um copo de vinho Riesling branco, Sauvignon Blanc etc.

Para aparência e mais apetitoso vamos polvilhar um pouco salsa recém-picada.


Variedades antigas de cabelo

Com o tempo, dezenas de variedades de cabelo foram cultivadas em nosso país. Poucos sobreviveram até hoje, mas seria uma pena esquecer as velhas variedades de cabelo que não temos mais a oportunidade de provar. Com a ajuda de Simion Florea Marian e ele Botânica popular romena,queremos fazer um inventário aqui das variedades de cabelo que podem ser encontradas em maçã do rosto aos camponeses romenos há 150 anos ou mais. Deve-se primeiro dizer que as escovas caem em peridoverão, periverão ou peri-precoce e em cabelo de outono, perifolhas de outono, peri-tardio ou peri-inverno, esta última com os frutos mais resistentes, podendo ser armazenados durante o inverno. Então, aqui está a lista de variedades de cabelo:

  1. Cabelo de latão, com frutas amarelas, farinhentas e doces
  2. Estou sorrindo, com nozes, chamado peras
  3. Cabelo pontudo
  4. Cabelo de bergamota
  5. Cabelo de Boyar
  6. Peludo, com peras grandes e doces, outono
  7. Cabelo de manjericão, com frutas (peras de manjericão) que tem um rosto amarelado e sabor adocicado
  8. Cabelo peludo, cujos frutos foram chamados novilhas
  9. Peludo, com frutas nomeadas Ciuciuvene, com um rosto amarelo e um sabor adocicado de afogamento
  10. Cabelo tufado, (semelhante à variedade 9)
  11. Cabelo de berço, com peras redondas, amarelas, com um sabor adocicado
  12. Arrepiante
  13. Cabelo cuco, com frutas nomeadas joaninhas
  14. Cabelo encaracolado, com peras parecidas com pepinos ou abóboras, são grandes, alongados, têm o rosto amarelado e gosto adocicado
  15. Cabelo de prado, alelo cujos frutos costumam ter tamanhos e sabores diferentes, são azedos tanto crus quanto maduros são adoçados e amolecidos se mantidos por alguns dias no sótão após a colheita
  16. Cabelo de São Elias, com peras pequenas e macias
  17. Cabelo de São Pedro
  18. Păr-de-Sânziene
  19. Cabelo doce, que faz pequenas peras como uma noz, bicolor amarelo-vermelho
  20. Cabelo farinhento, com fruta bem farinhenta e doce
  21. Cabelo de faraó
  22. Cabelo amarelo, com peras de cauda longa
  23. Cabelo amareloR
  24. Păr-judeăoan, cujos frutos são alongados, com rosto amarelado e sabor agridoce
  25. Cabelo cravo, com peras vermelhas listradas
  26. Cabelo pateta, com frutos de outono, maiores do que aqueles carbúnculo, em forma pipeta(tragula)
  27. Peludo, que dá peras tenras, de rosto amarelado e sabor adocicado
  28. Cabelo Imanel, cujos frutos são vermelhos, alongados, com sabor adocicado de salgueiro
  29. Imperador-cabelo, com peras de várias cores, que amadurecem no final do verão
  30. Cabelo se afogando, com peras com cara de berinjela e sabor doce de salgueiro
  31. Cabelo brilhante, com fruta amarelada e sabor de salgueiro
  32. Cabelo encaracolado, cujos frutos cresce (ou seja, amolece) assim que é cozido, com um sabor adocicado
  33. Cabelo encaracolado (idêntico à variedade 32)
  34. Cabelo minúsculo
  35. Cabelo minúsculo, com peras longas, que amadurecem cedo
  36. Meu cabelo ou niericesc, com pêra com cara de berinjela vermelha e gosto muito doce, como mel
  37. Vou, que tem fruta farinhenta, cor de berinjela e saborosa javali selvagem
  38. Cabelo de camomila
  39. Cabelo preto
  40. Passarinho, com peras longas com rosto amarelado e sabor agridoce
  41. Cabelo manchado
  42. Cabelo de pergaminho, que dá origem a frutas com o rosto amarelo-avermelhado, com sabor adocicado
  43. Cabelo pedregoso, com peras outonais de casca grossa
  44. Cabeludo
  45. Cabelo pop, fruta amarela e sabor doce
  46. Cabelo prasad, com grandes peras que amadurecem algumas no verão, outras no outono
  47. cabelo vermelho
  48. Cabelo rotano, com peras amarelas, sabor doce
  49. Cabelo rotativo, cujos frutos são chamados roda eles provavelmente receberam o nome de sua forma, latindo nas duas extremidades, como uma roda grossa
  50. Cabelo sântiliano, cujos frutos amadurecem em torno da festa de Santo Elias, têm rosto amarelado e sabor adocicado
  51. Cabelo canela, com peras redondas, doces, cor de berinjela
  52. Cabelo de besouro, com frutas parecidas com beterraba
  53. Cabelo espinhoso
  54. Cabelo de incenso
  55. Cabelo tártaro, com peras redondas, amarelas, doces
  56. Eu estou falando, com peras amarelas e gosto azedo
  57. Cabelo crespo, com rosto amarelo manchado e gosto azedo
  58. Cabelo ciganoc
  59. Cabelo de arremesso
  60. Cabelo húngaro, que faz peras grandes, com o rosto machucado, sabor adocicado e salgueiro
  61. Cabelo verde, com frutas verdes
  62. Cabelo peludo
  63. Eu estou vivo
  64. Peludo
  65. Cabeludo

Se você quiser saber mais sobre as árvores nos pomares romenos do século 19, você também pode ler nosso artigo sobre variedades antigas de maçã.


Besouro, melancia e melancia (Citrullus vulgaris Schrad.)

Melancia é uma espécie de melancia boa para comer & # 8221, começa sua descrição Simion Florea Marian, em seu ônibus Botânica popular romena. Aprendemos sobre o besouro que ele só pode crescer se for cultivado em um clima favorável, ou seja, no calor escaldante da planície. Ele não gosta deles nas montanhas, nem mesmo a seus pés.

O harbuz é de dois tipos, diz S.Fl. Marian: masculino e feminino. O macho é descrito como redondo, com uma concha verde ou mesmo preta e um miolo vermelho. Tem vários nomes, dependendo da área geográfica: em Bucovina é chamado Melão na Moldávia: Boşar e Melão em Muntênia, Melãoverde O nome dele é Oltenia Melancia Na Transilvânia, temos três nomes: cisne, Melancia e Melancia o povo de Banat também chama de tudo Melancia.

A fêmea do besouro costuma ser mais comprida, observa Simion Florea Marian, tem a pele muito mais clara, até esbranquiçada, com miolo vermelho ou amarelo. É chamado, tanto na Moldávia quanto na Bucovina, Harbuzoaică.

Aprendemos com a descrição do besouro que ele não era usado apenas como alimento, mas também como remédio. Quando alguém estava sofrendo de rast (ou seja, uma inflamação do baço), o besouro foi cozido, o suco foi drenado e o núcleo quente do paciente foi dado para beber, ele foi aplicado como uma compressa no abdômen. Outro método era colocar a beterraba assada e o farelo em um correção (pano), com o qual o sofredor era amarrado onde seu abdômen estava inchado.

As sementes de Harbuz também foram úteis porque fizeram o famoso remédio popular chamado leite de todas as sementes. Veja como curar: Moa duas colheres de sopa de beterraba, pepino e suco (Melão), melão branco, melão amarelo e girassol. Escorra água quente sobre ela, misture, passe por um pano grosso e dê para beber aos que estão em convalescença.

O núcleo vermelho e doce do harbuz inspirou os meninos da Transilvânia e da Oltênia a usar esta fruta nas canções dedicadas às suas namoradas:


vieiras serão lavados com água fria para retirar a areia existente, depois serão fervidos em lume brando numa panela com água e tapados com tampa, durante aprox. 10-15 minutos (até que se abram, e aqueles onde a casca não abriu, serão jogados fora ou podem ser fervidos).

Cabeça de alho, será limpo, então eles serão colocados dentes de alho no liquidificador junto com salsinha, manteiga (à temperatura ambiente), sal e pimenta, mexendo cerca de 1 minuto (até formar um molho).

molho obtido, ele será transferido para uma tigela, sobre a qual será colocado parmesão ralado, mexendo com um batedor (até ficar bem incorporado ao molho).

vieiras fervidos e abertos, eles serão escorridos em uma peneira e, em seguida, colocados em uma grande bandeja de fogão, sobre a qual será colocada uma colher de molho.

Bandeja coloque no forno pré-aquecido em 200 graus por cerca de 3 minutos, depois servido quente com rodelas de limão ou macarrão.


Mesmo que pareça pretensiosa, a receita de marisco Saint-Jaques com pimenta e alho é fácil de preparar em qualquer cozinha.

Ingrediente:
16 conchas de Saint-Jaques em concha,
azeite,
175g de manteiga com sal,
uma pimenta vermelha, descascada e picada,
2 dentes de alho,
sal

Método de preparação:
Prepare as cascas primeiro retirando parcialmente a casca. Se você comprar suas conchas em uma loja especializada, peça ajuda ao vendedor. Limpe-os com água fria e seque-os com papel de cozinha.

Tempere as cascas com um pouco de sal. Aqueça uma frigideira forrada com azeite. Cozinhe as cascas por dois minutos, na casca, com a carne voltada para baixo.

Retire as cascas da assadeira e coloque-as em uma travessa, com a carne voltada para cima. Adicione a manteiga, a pimenta e o alho na frigideira onde cozinhou as cascas e cozinhe por 3 minutos ou até a manteiga ferver. Despeje o molho sobre as cascas e sirva imediatamente com as torradas.


Miolo de mini borboleta borboleta - receitas

Pronto para servir!
Bom apetite!

Outras recomendações:

  • Muffins de mirtilo e quinua
  • Pudim de arroz com nozes e caramelo
  • Creme de arroz catalão
  • Borboletas "Carbonara" com cogumelos
  • Borboletas com frutos do mar
  • Borboletas com frango, nozes e gorgonzola
  • Quinoa ralada e queijo, com molho de aioli
  • Lasanha com Salmão e Espinafre
  • Polenta com leite
  • Mamaliga em 3 minutos
  • Polenta laminada com 4 queijos
  • Pequeno com polenta grelhada
  • Arroz com carne à milanesa
  • Arroz com costela de porco e pimentos
  • Arroz com Camarão e Mexilhões
  • Arroz com leite e vagens de baunilha
  • Arroz com canela e limão
  • Arroz à italiana
  • Páscoa para crianças
  • Penas de Rigne com frango e mostarda
  • Bolos de arroz
  • Quinoa com vegetais deliciosos
  • Risoto com cogumelos
  • Rolinho de presunto recheado com salada de arroz
  • Salada Caesar com Arroz
  • Salada de frutas tropicais
  • Salada de Legumes e Quinoa Tricolor
  • Salada de quinua, abacate e frango
  • Salada de cuscuz com camarão
  • Salada de cuscuz com legumes - tabule
  • Salada de cuscuz com romã
  • Salada de arroz com abacate e salmão
  • Salada de arroz com frutos do mar
  • Salada de arroz com frutas desidratadas
  • Salada de arroz com tomate seco e alcaparras
  • Salada de arroz com salmão e pimenta
  • Salada de quinua com anchovas e pimentos assados
  • Salada de quinua com atum e tomate cereja
  • Salada de quinua e beterraba
  • Salada em três cores com fusilli e atum
  • Espaguete napolitano
  • Tagliatelle com "vegetais do sol"
  • Tagliatelle com pimenta e camarão com limão
  • Tagliatelle com creme de limão e atum
  • Tagliatelle com legumes
  • Torta de Arroz com Leite
  • Arroz tiramisu
  • Ensopado com polenta


Vídeo: borboleta de crochê (Novembro 2021).