Receitas tradicionais

The Swoon-Worthy RIMBA Jimbaran Bali definido para abrir em setembro de 2013

The Swoon-Worthy RIMBA Jimbaran Bali definido para abrir em setembro de 2013

Bali, Indonésia. Vou dizer de novo, Bali, Indonésia. Se você for como a maioria, fotos de praias tropicais, beleza serena ou arte balinesa provavelmente passaram pela sua mente com a simples menção da província indonésia. Pessoalmente, já me imaginei lá um milhão de vezes; claro que estou usando um vestido longo branco e ... bem, esse é outro assunto. Entre suas praias de areia, fica uma infinidade de hotéis de quatro e cinco estrelas que se comparam igualmente em beleza e tranquilidade. Naturalmente, quando soubemos que o Capella Hotel Group estava abrindo uma segunda propriedade ali em setembro, ficamos ansiosos para ver como o resort se compararia a seus concorrentes.
Resort irmão de AYANA, o novo RIMBA Jimbaran Bali é inaugurado em 19 acres de terra. Nomeado após a palavra indonésia para 'floresta', o hotel está rodeado por jardins paisagísticos e florestas tropicais. Conforme as tendências mostram, os designers de hoje estão dando grande importância à construção de hotéis culturalmente relevantes. Seguindo o exemplo, a equipe por trás da RIMBA criou uma propriedade que exala cultura, arte e arquitetura balinesas.
Sua entrada arborizada conduz emparelhada com os corpos d'água em vários níveis, criando diferentes níveis de encostas que dão a sensação de estar no coração de um parque nacional. A localização do RIMBA na encosta também oferece vistas deslumbrantes do nascer e do pôr do sol laranja e rosa. O resort tem 297 quartos e suítes projetados pela WATG Architects USA e interiores pela P49 Deesign. A suíte Jimbaran Bay de 229 pés quadrados é elegante, com muitos elementos que transmitem a sensação de estar ao ar livre. Os desenhos de bambu nas paredes dão vida ao ambiente, enquanto as cortinas transparentes ao redor da banheira apresentam a ilusão de uma cachoeira. Com ênfase no design sustentável, a decoração é minimalista e contemporânea.
A melhor parte de todas as férias (ou pelo menos o topo da lista) é o spa. O RIMBA oferece aos hóspedes acesso ao melhor spa do mundo, Thermes Marins Bali, localizado em AYANA. Os tratamentos do spa são inspirados na talassoterapia francesa e nos remédios tradicionais orientais. As villas de tratamento Spa on the Rocks estão disponíveis para uma experiência mais privada e exclusiva. Para manter sua ênfase na natureza, os terapeutas usam misturas de ervas naturais, cremes e óleos em todos os seus tratamentos.
Mas é a facilidade da influência balinesa da RIMBA incorporada a cada curva que realmente chama nossa atenção. Dois hectares de piscinas se entrelaçam no centro da propriedade, um tipo de rio secreto que pede atenção. Até mesmo as opções de jantar parecem abertas e rústicas, especialmente UNIQUE, o bar na cobertura decorado com sofás azuis vibrantes e grandes colunas de madeira. Eles também oferecem serviços de casamento, sabe, caso algum de vocês também se tenha imaginado na ilha com seu vestido branco.
O lendário hoteleiro Horst Schulze fundou o Capella Hotel Group em 2002 e, desde então, estabeleceu a marca como uma das principais opções em acomodações de luxo. Muitas de suas propriedades também possuem o mesmo tipo de vibração local, garantindo que o destino esteja na vanguarda de seu projeto. Achamos que este garoto novo do quarteirão, RIMBA, vai se dar bem entre os outros resorts mais experientes.
Os próximos desenvolvimentos incluem Capella Bahia Maroma, um resort de 86 quartos no Caribe; Capella Niseko na ilha mais externa do Japão e um importante destino para esquiar; e Capella Bangkok, parte de um desenvolvimento de uso misto e terá um forte foco em design.


Indulgência inspirada


A cachoeira jorra como uma socialite do Pacífico Sul e, de fato, é exatamente assim que me sinto, descansando nesta piscina privada e cristalina, repleta de meu próprio guarda-costas para garantir que ninguém interrompa meu idílio na ilha. Estou a serviço da Luxury Escapes, o negócio de viagens online de férias de mais rápido crescimento na Austrália. E este destino delicioso em que me encontro é o luxuoso Namale Resort & amp Spa de Fiji, na remota ilha de Savusavu ao norte.

Saio da cachoeira com o que imagino ser toda a elegância de uma sereia, janto camarões e bebo champanhe com a Mãe Natureza como minha única companhia, antes de voltar para minha villa, Rosi, uma das 19 belas bures nesta propriedade de 212 hectares. O que eu não sabia antes de fazer o check-in é que este resort não é apenas propriedade do renomado guru motivacional Tony Robbins, mas ele deveria estar na ilha ao mesmo tempo que eu.

Eu olho para a mesa de sinuca de tamanho normal na sala de estar da minha villa e me imagino pedindo a Tony para afundar algumas bolas e jogar a brisa. Posso imaginar Tony dizendo algo profundo como “O caminho para o sucesso é tomar uma ação massiva e determinada” enquanto eu iria surpreendê-lo com algumas das minhas próprias citações motivacionais, como “Sempre use manteiga primeiro se for fazer um sanduíche Vegemite” ou igualmente inspirador “Nunca namore um cara de Brisbane” Tony, de nada.

Na ausência de Tony, eu me divirto facilmente nesta propriedade expansiva, que possui um centro de atividades, academia, quadra de tênis, campo de golfe de 9 buracos e duas piscinas. Impressionantemente, também abriga a única pista de boliche de Fiji, carinhosamente conhecida como Kava Bowl e no qual eu inicialmente pensei que estava sendo levado para uma cerimônia tradicional de kava. Um pouco cedo, até para mim, pensei comigo mesmo, e fiquei aliviado ao perceber que era, na verdade, uma pista de boliche. Plonked no meio do Pacífico sul. Há também um simulador de golfe coberto aqui, mais de 700 filmes e um centro de basquete coberto. Resumindo, há muito o que fazer em um dia tropical chuvoso.

Outra alegação de fama de Namale é que, em termos de tamanho real, é o lar do maior spa diurno do Pacífico Sul, com o Santuário Valeni Sasauni Spa, medindo 10.000 pés quadrados. É aqui, aninhado entre as falésias com vista para o Mar de Koro, que eu me delicio com uma massagem Ultimate Fusion de 75 minutos combinando tecidos moles, sueca e terapias de pedras quentes enquanto ouço as ondas batendo nas rochas lá fora. Depois, tomo banho nua do lado de fora. Mais uma vez, pescadores de Fiji, de nada.

Há também muitas opções ativas ao ar livre e eu me junto aos meninos do centro de mergulho em uma tarde ensolarada de domingo e embarcamos no Pérola Namale ancorado no porto de Savusavu e dirija-se ao Lighthouse Reef. Aqui, ancoramos, deslizamos nas famosas águas quentes de Fiji e passamos uma hora sublime mergulhando com peixes tropicais, tartarugas e tubarões de recife de pontas pretas e brancas. É o suficiente para abrir o apetite, o que é tão bom quanto não há nada que a Deusa Global ame mais do que um bar bem abastecido e canapés antes de um jantar de vários pratos servido com produtos locais. Sim, este é um resort com tudo incluído e eu me misturo com os outros hóspedes, antes de sentarmos para o entretenimento noturno, que nos apresenta a cultura local por meio dos funcionários e suas famílias das duas aldeias vizinhas. Com uma proporção de equipe para hóspedes de 3: 1, você nunca se sentirá sozinho aqui, a menos, é claro, que seja o seu desejo.

O gerente geral da Namale Co, Nowdla Keefe, diz que, apesar de sua fama, Tony não colocou a marca do resort em seu nome, pois prefere adotar uma abordagem discreta para a antiga plantação de coco que começou como sua casa, 27 anos atrás.
“Ele trazia familiares e amigos e eles abriam portas para ele e fechavam o resort, mas então chegou ao ponto em que decidiram mantê-lo aberto”, diz ela.
“Sua intenção é que todos vivenciem o que ele experimentou quando veio pela primeira vez para Fiji. É sobre se desconectar do mundo e se reconectar com você mesmo. Muitos dos funcionários estão aqui há muito tempo, 70 por cento vêm das duas aldeias vizinhas e sentem que são deles. O serviço que você experimenta vem do coração.
“Ele é muito congruente, ele segue o que fala e a equipe o ama.”

Você consegue se imaginar nesta piscina? Confira esta ótima oferta com Luxury Escapes
Os hóspedes são incentivados a deixar um pedaço de si mesmos no resort e são convidados a inscrever uma pedra com seu nome, que será colocada em um local de sua escolha no momento da partida. E em vez de gorjetas, os hóspedes têm a opção de doar para o Namale Staff Appreciation Fund, The Namale Education Fund e / ou The Namale Medical Fund, que apóiam as aldeias locais.

Um dos destaques absolutos de uma estadia no Namale são as opções de refeições privadas e, além da minha experiência na cachoeira, também há uma opção de jantar surpresa. Na minha última noite, sou levado embora no escuro e depositado em uma praia sob as estrelas. Na minha mesa, sirvo lagosta pescada localmente e bom vinho australiano. Bem quando eu penso que as coisas não podem melhorar (e que estou me tornando muito bom em namorar a mim mesmo), dos arbustos surge um homem de Fiji com um violão. Ele começa a dedilhar 10 emocionantes canções de amor. E eu me lembro de outra citação de Tony “Podemos mudar nossas vidas. Podemos fazer, ter e ser exatamente o que desejamos ” E agora, nesta remota praia de Fiji, sob uma lua redonda como um coco, é exatamente aqui.

A Deusa Global foi convidada do Namale Resort & amp Spa. Esta postagem é patrocinada pela Luxury Escapes cujos pacotes de viagens são testados pessoalmente por um de seus especialistas em viagens. Suas opiniões continuam sendo suas.


Indulgência inspirada


A cachoeira jorra como uma socialite do Pacífico Sul e, de fato, é exatamente assim que me sinto, descansando nesta piscina privada e cristalina, repleta de meu próprio guarda-costas para garantir que ninguém interrompa meu idílio na ilha. Estou a serviço da Luxury Escapes, o negócio de viagens online de férias de mais rápido crescimento na Austrália. E este destino delicioso em que me encontro é o luxuoso Namale Resort & amp Spa de Fiji, na remota ilha de Savusavu ao norte.

Saio da cachoeira com o que imagino ser toda a elegância de uma sereia, janto camarões e bebo champanhe com a Mãe Natureza como minha única companhia, antes de voltar para minha villa, Rosi, uma das 19 belas bures nesta propriedade de 212 hectares. O que eu não sabia antes de fazer o check-in é que este resort não é apenas propriedade do renomado guru motivacional Tony Robbins, mas ele deveria estar na ilha ao mesmo tempo que eu.

Eu olho para a mesa de bilhar de tamanho normal na sala de estar da minha villa e me imagino pedindo a Tony para afundar algumas bolas e jogar na brisa. Posso imaginar Tony dizendo algo profundo como “O caminho para o sucesso é tomar ações massivas e determinadas” enquanto eu iria surpreendê-lo com algumas das minhas próprias citações motivacionais, como “Sempre use manteiga primeiro se for fazer um sanduíche Vegemite” ou igualmente inspirador “Nunca namore um cara de Brisbane” Tony, de nada.

Na ausência de Tony, eu me divirto facilmente nesta propriedade expansiva, que possui um centro de atividades, academia, quadra de tênis, campo de golfe de 9 buracos e duas piscinas. Impressionantemente, também abriga a única pista de boliche de Fiji, carinhosamente conhecida como Kava Bowl e no qual eu inicialmente pensei que estava sendo levado para uma cerimônia tradicional de kava. Um pouco cedo, até para mim, pensei comigo mesmo, e fiquei aliviado ao perceber que era, na verdade, uma pista de boliche. Plonked no meio do Pacífico sul. Há também um simulador de golfe coberto aqui, mais de 700 filmes e um centro de basquete coberto. Resumindo, há muito o que fazer em um dia tropical chuvoso.

Outra alegação de fama de Namale é que, em termos de tamanho real, é o lar do maior spa diurno do Pacífico Sul, com o Santuário Valeni Sasauni Spa, medindo 10.000 pés quadrados. É aqui, aninhado entre as falésias com vista para o Mar de Koro, que eu me delicio com uma massagem Ultimate Fusion de 75 minutos combinando tecidos moles, sueca e terapias com pedras quentes enquanto ouço as ondas batendo nas rochas do lado de fora. Depois, tomo banho nua do lado de fora. Mais uma vez, pescadores de Fiji, de nada.

Há também muitas opções ativas ao ar livre e eu me junto aos meninos do centro de mergulho em uma tarde ensolarada de domingo e embarcamos no Pérola Namale ancorado no porto de Savusavu e dirija-se ao Lighthouse Reef. Aqui, ancoramos, deslizamos nas famosas águas quentes de Fiji e passamos uma hora sublime mergulhando com peixes tropicais, tartarugas e tubarões de recife de pontas pretas e brancas. É o suficiente para abrir o apetite, o que é tão bom quanto não há nada que a Deusa Global ame mais do que um bar bem abastecido e canapés antes de um jantar de vários pratos servido com produtos locais. Sim, este é um resort com tudo incluído e eu me misturo com os outros hóspedes, antes de sentarmos para o entretenimento noturno, que nos apresenta a cultura local por meio dos funcionários e suas famílias das duas aldeias vizinhas. Com uma proporção de equipe para hóspedes de 3: 1, você nunca se sentirá sozinho aqui, a menos, é claro, que seja o seu desejo.

O gerente geral da Namale Co, Nowdla Keefe, diz que, apesar de sua fama, Tony não colocou a marca do resort em seu nome, pois prefere adotar uma abordagem discreta para a antiga plantação de coco que começou como sua casa, 27 anos atrás.
“Ele trazia familiares e amigos e eles abriam portas para ele e fechavam o resort, mas então chegou ao ponto em que decidiram mantê-lo aberto”, diz ela.
“Sua intenção é que todos vivenciem o que ele experimentou quando veio pela primeira vez para Fiji. É sobre se desconectar do mundo e se reconectar com você mesmo. Muitos funcionários estão aqui há muito tempo, 70 por cento vêm das duas aldeias vizinhas e sentem que são deles. O serviço que você experimenta vem do coração.
“Ele é muito congruente, ele segue o que fala e a equipe o ama.”

Você consegue se imaginar nesta piscina? Confira esta ótima oferta com Luxury Escapes
Os hóspedes são encorajados a deixar um pedaço de si mesmos no resort e são convidados a inscrever uma pedra com seu nome, que será colocada em um local de sua escolha no momento da partida. E em vez de gorjetas, os hóspedes têm a opção de doar para o Namale Staff Appreciation Fund, The Namale Education Fund e / ou The Namale Medical Fund, que apóiam as aldeias locais.

Um dos destaques absolutos de uma estadia no Namale são as opções de refeições privadas e, além da minha experiência na cachoeira, também há uma opção de jantar surpresa. Na minha última noite, sou levado embora no escuro e depositado em uma praia sob as estrelas. Na minha mesa, sirvo lagosta pescada localmente e bom vinho australiano. Bem quando eu penso que as coisas não podem melhorar (e que estou me tornando muito bom em namorar a mim mesmo), dos arbustos surge um homem de Fiji com um violão. Ele começa a dedilhar 10 emocionantes canções de amor. E eu me lembro de outra citação de Tony “Podemos mudar nossas vidas. Podemos fazer, ter e ser exatamente o que desejamos ” E agora, nesta remota praia de Fiji, sob uma lua redonda como um coco, é exatamente aqui.

A Deusa Global foi convidada do Namale Resort & amp Spa. Esta postagem é patrocinada pela Luxury Escapes cujos pacotes de viagens são testados pessoalmente por um de seus especialistas em viagens. Suas opiniões continuam sendo suas.


Indulgência inspirada


A cachoeira jorra como uma socialite do Pacífico Sul e, de fato, é exatamente assim que me sinto, descansando nesta piscina privada e cristalina, repleta de meu próprio guarda-costas para garantir que ninguém interrompa meu idílio na ilha. Estou a serviço da Luxury Escapes, o negócio de viagens online de férias de mais rápido crescimento na Austrália. E este destino delicioso em que me encontro é o luxuoso Namale Resort & amp Spa de Fiji, na remota ilha de Savusavu ao norte.

Saio da cachoeira com o que imagino ser toda a elegância de uma sereia, janto camarões e bebo champanhe com a Mãe Natureza como minha única companhia, antes de voltar para minha villa, Rosi, uma das 19 belas bures nesta propriedade de 212 hectares. O que eu não sabia antes de fazer o check-in é que este resort não é apenas propriedade do renomado guru motivacional Tony Robbins, mas ele deveria estar na ilha ao mesmo tempo que eu.

Eu olho para a mesa de bilhar de tamanho normal na sala de estar da minha villa e me imagino pedindo a Tony para afundar algumas bolas e jogar na brisa. Posso imaginar Tony dizendo algo profundo como “O caminho para o sucesso é tomar uma ação massiva e determinada” enquanto eu iria surpreendê-lo com algumas das minhas próprias citações motivacionais, como “Sempre use manteiga primeiro se for fazer um sanduíche Vegemite” ou igualmente inspirador “Nunca namore um cara de Brisbane” Tony, de nada.

Na ausência de Tony, eu me divirto facilmente nesta propriedade expansiva, que possui um centro de atividades, academia, quadra de tênis, campo de golfe de 9 buracos e duas piscinas. Impressionantemente, também abriga a única pista de boliche de Fiji, carinhosamente conhecida como Kava Bowl e no qual eu inicialmente pensei que estava sendo levado para uma cerimônia tradicional de kava. Um pouco cedo, até para mim, pensei comigo mesmo, e fiquei aliviado ao perceber que era, na verdade, uma pista de boliche. Plonked no meio do Pacífico sul. Há também um simulador de golfe coberto aqui, mais de 700 filmes e um centro de basquete coberto. Resumindo, há muito o que fazer em um dia tropical chuvoso.

A outra alegação de fama de Namale é que, em termos de tamanho real, é o lar do maior spa diurno do Pacífico Sul, com o Santuário Valeni Sasauni Spa, medindo 10.000 pés quadrados. É aqui, aninhado entre as falésias com vista para o Mar de Koro, que eu me delicio com uma massagem Ultimate Fusion de 75 minutos combinando tecidos moles, sueca e terapias com pedras quentes enquanto ouço as ondas batendo nas rochas do lado de fora. Depois, tomo banho nua do lado de fora. Mais uma vez, pescadores de Fiji, de nada.

Há também muitas opções ativas ao ar livre e eu me junto aos meninos do centro de mergulho em uma tarde ensolarada de domingo e embarcamos no Pérola Namale ancorado no porto de Savusavu e dirija-se ao Lighthouse Reef. Aqui, ancoramos, deslizamos nas famosas águas quentes de Fiji e passamos uma hora sublime mergulhando com peixes tropicais, tartarugas e tubarões de recife de pontas pretas e brancas. É o suficiente para abrir o apetite, o que é tão bom quanto não há nada que a Deusa Global ame mais do que um bar bem abastecido e canapés antes de um jantar de vários pratos servido com produtos locais. Sim, este é um resort com tudo incluído e eu me misturo com os outros hóspedes, antes de sentarmos para o entretenimento noturno, que nos apresenta a cultura local por meio dos funcionários e suas famílias das duas aldeias vizinhas. Com uma proporção de equipe para hóspedes de 3: 1, você nunca se sentirá sozinho aqui, a menos, é claro, que seja o seu desejo.

O gerente geral da Namale Co, Nowdla Keefe, diz que, apesar de sua fama, Tony não colocou a marca do resort em seu nome, pois prefere adotar uma abordagem discreta para a antiga plantação de coco que começou como sua casa, 27 anos atrás.
“Ele trazia familiares e amigos e eles abriam portas para ele e fechavam o resort, mas então chegou ao ponto em que decidiram mantê-lo aberto”, diz ela.
“Sua intenção é que todos vivenciem o que ele experimentou quando veio pela primeira vez para Fiji. É sobre se desconectar do mundo e se reconectar com você mesmo. Muitos funcionários estão aqui há muito tempo, 70 por cento vêm das duas aldeias vizinhas e sentem que são deles. O serviço que você experimenta vem do coração.
“Ele é muito congruente, ele segue o que fala e a equipe o ama.”

Você consegue se imaginar nesta piscina? Confira esta ótima oferta com Luxury Escapes
Os hóspedes são incentivados a deixar um pedaço de si mesmos no resort e são convidados a inscrever uma pedra com seu nome, que será colocada em um local de sua escolha no momento da partida. E em vez de gorjetas, os hóspedes têm a opção de doar para o Namale Staff Appreciation Fund, The Namale Education Fund e / ou The Namale Medical Fund, que apóiam as aldeias locais.

Um dos destaques absolutos de uma estadia no Namale são as opções de refeições privativas e, além da minha experiência na cachoeira, também há uma opção de jantar surpresa. Na minha última noite, sou levado embora no escuro e depositado em uma praia sob as estrelas. Na minha mesa, sirvo lagosta pescada localmente e bom vinho australiano. Bem quando eu penso que as coisas não podem melhorar (e que estou me tornando muito bom em namorar a mim mesmo), dos arbustos surge um homem de Fiji com um violão. Ele começa a dedilhar 10 emocionantes canções de amor. E me lembro de outra citação de Tony “Podemos mudar nossas vidas. Podemos fazer, ter e ser exatamente o que desejamos ” E agora, nesta remota praia de Fiji, sob uma lua redonda como um coco, é exatamente aqui.

A Deusa Global foi convidada do Namale Resort & amp Spa. Esta postagem é patrocinada pela Luxury Escapes cujos pacotes de viagens são testados pessoalmente por um de seus especialistas em viagens. Suas opiniões continuam sendo suas.


Indulgência inspirada


A cachoeira jorra como uma socialite do Pacífico Sul e, de fato, é exatamente assim que me sinto, descansando nesta piscina privada e cristalina, repleta de meu próprio guarda-costas para garantir que ninguém interrompa meu idílio na ilha. Estou a serviço da Luxury Escapes, o negócio de viagens online de férias de mais rápido crescimento na Austrália. E este destino delicioso em que me encontro é o luxuoso Namale Resort & amp Spa de Fiji, na remota ilha de Savusavu ao norte.

Saio da cachoeira com o que imagino ser toda a elegância de uma sereia, janto camarões e bebo champanhe com a Mãe Natureza como minha única companhia, antes de voltar para minha villa, Rosi, uma das 19 belas bures nesta propriedade de 212 hectares. O que eu não sabia antes de fazer o check-in é que este resort não é apenas propriedade do renomado guru motivacional Tony Robbins, mas ele deveria estar na ilha ao mesmo tempo que eu.

Eu olho para a mesa de bilhar de tamanho normal na sala de estar da minha villa e me imagino pedindo a Tony para afundar algumas bolas e jogar na brisa. Posso imaginar Tony dizendo algo profundo como “O caminho para o sucesso é tomar ações massivas e determinadas” enquanto eu iria surpreendê-lo com algumas das minhas próprias citações motivacionais, como “Sempre use manteiga primeiro se for fazer um sanduíche Vegemite” ou igualmente inspirador “Nunca namore um cara de Brisbane” Tony, de nada.

Na ausência de Tony, eu me divirto facilmente nesta propriedade expansiva, que possui um centro de atividades, academia, quadra de tênis, campo de golfe de 9 buracos e duas piscinas. Impressionantemente, também abriga a única pista de boliche de Fiji, carinhosamente conhecida como Kava Bowl e no qual eu inicialmente pensei que estava sendo levado para uma cerimônia tradicional de kava. Um pouco cedo, até para mim, pensei comigo mesmo, e fiquei aliviado ao perceber que era, na verdade, uma pista de boliche. Plonked no meio do Pacífico sul. Há também um simulador de golfe coberto aqui, mais de 700 filmes e um centro de basquete coberto. Resumindo, há muito o que fazer em um dia tropical chuvoso.

Outra alegação de fama de Namale é que, em termos de tamanho real, é o lar do maior spa diurno do Pacífico Sul, com o Santuário Valeni Sasauni Spa, medindo 10.000 pés quadrados. É aqui, aninhado entre as falésias com vista para o Mar de Koro, que eu me delicio com uma massagem Ultimate Fusion de 75 minutos combinando tecidos moles, sueca e terapias de pedras quentes enquanto ouço as ondas batendo nas rochas lá fora. Depois, tomo banho nua do lado de fora. Mais uma vez, pescadores de Fiji, de nada.

Há também muitas opções ativas ao ar livre e eu me junto aos meninos do centro de mergulho em uma tarde ensolarada de domingo e embarcamos no Pérola Namale ancorado no porto de Savusavu e dirija-se ao Lighthouse Reef. Aqui, ancoramos, deslizamos nas famosas águas quentes de Fiji e passamos uma hora sublime mergulhando com peixes tropicais, tartarugas e tubarões de recife de pontas pretas e brancas. É o suficiente para abrir o apetite, o que é tão bom quanto não há nada que a Deusa Global ame mais do que um bar bem abastecido e canapés antes de um jantar de vários pratos servido com produtos locais. Sim, este é um resort com tudo incluído e eu me misturo com os outros hóspedes, antes de sentarmos para o entretenimento noturno, que nos apresenta a cultura local por meio dos funcionários e suas famílias das duas aldeias vizinhas. Com uma proporção de equipe para hóspedes de 3: 1, você nunca se sentirá sozinho aqui, a menos, é claro, que seja o seu desejo.

O gerente geral da Namale Co, Nowdla Keefe, diz que, apesar de sua fama, Tony não colocou a marca do resort em seu nome, pois prefere adotar uma abordagem discreta para a antiga plantação de coco que começou como sua casa, 27 anos atrás.
“Ele trazia familiares e amigos e eles abriam portas para ele e fechavam o resort, mas então chegou ao ponto em que decidiram mantê-lo aberto”, diz ela.
“Sua intenção é que todos vivenciem o que ele experimentou quando veio pela primeira vez para Fiji. É sobre se desconectar do mundo e se reconectar com você mesmo. Muitos funcionários estão aqui há muito tempo, 70 por cento vêm das duas aldeias vizinhas e sentem que são deles. O serviço que você experimenta vem do coração.
“Ele é muito congruente, ele segue o que fala e a equipe o ama.”

Você consegue se imaginar nesta piscina? Confira esta ótima oferta com Luxury Escapes
Os hóspedes são encorajados a deixar um pedaço de si mesmos no resort e são convidados a inscrever uma pedra com seu nome, que será colocada em um local de sua escolha no momento da partida. E em vez de gorjetas, os hóspedes têm a opção de doar para o Namale Staff Appreciation Fund, The Namale Education Fund e / ou The Namale Medical Fund, que apóiam as aldeias locais.

Um dos destaques absolutos de uma estadia no Namale são as opções de refeições privadas e, além da minha experiência na cachoeira, também há uma opção de jantar surpresa. Na minha última noite, sou levado embora no escuro e depositado em uma praia sob as estrelas. Na minha mesa, sirvo lagosta pescada localmente e bom vinho australiano. Bem quando eu penso que as coisas não podem melhorar (e que estou me tornando muito bom em namorar a mim mesmo), dos arbustos surge um homem de Fiji com um violão. Ele começa a dedilhar 10 emocionantes canções de amor. E me lembro de outra citação de Tony “Podemos mudar nossas vidas. Podemos fazer, ter e ser exatamente o que desejamos ” E agora, nesta remota praia de Fiji, sob uma lua redonda como um coco, é exatamente aqui.

A Deusa Global foi convidada do Namale Resort & amp Spa. Esta postagem é patrocinada pela Luxury Escapes cujos pacotes de viagens são testados pessoalmente por um de seus especialistas em viagens. Suas opiniões continuam sendo suas.


Indulgência inspirada


A cachoeira jorra como uma socialite do Pacífico Sul e, de fato, é exatamente assim que me sinto, descansando nesta piscina privada e cristalina, repleta de meu próprio guarda-costas para garantir que ninguém interrompa meu idílio na ilha. Estou a serviço da Luxury Escapes, o negócio de viagens online de férias de mais rápido crescimento na Austrália. E este destino delicioso em que me encontro é o luxuoso Namale Resort & amp Spa de Fiji, na remota ilha de Savusavu ao norte.

Saio da cachoeira com o que imagino ser toda a elegância de uma sereia, janto camarões e bebo champanhe com a Mãe Natureza como minha única companhia, antes de voltar para minha villa, Rosi, uma das 19 belas bures nesta propriedade de 212 hectares. O que eu não sabia antes de fazer o check-in é que este resort não é apenas propriedade do renomado guru motivacional Tony Robbins, mas ele deveria estar na ilha ao mesmo tempo que eu.

Eu olho para a mesa de sinuca de tamanho normal na sala de estar da minha villa e me imagino pedindo a Tony para afundar algumas bolas e jogar a brisa. Posso imaginar Tony dizendo algo profundo como “O caminho para o sucesso é tomar ações massivas e determinadas” enquanto eu o deslumbraria com algumas das minhas próprias citações motivacionais, como “Sempre use manteiga primeiro se for fazer um sanduíche Vegemite” ou igualmente inspirador “Nunca namore um cara de Brisbane” Tony, de nada.

Na ausência de Tony, eu me divirto facilmente nesta propriedade expansiva, que possui um centro de atividades, academia, quadra de tênis, campo de golfe de 9 buracos e duas piscinas. Impressionantemente, também abriga a única pista de boliche de Fiji, carinhosamente conhecida como Kava Bowl e no qual eu inicialmente pensei que estava sendo levado para uma cerimônia tradicional de kava. Um pouco cedo, até para mim, pensei comigo mesmo, e fiquei aliviado ao perceber que era, na verdade, uma pista de boliche. Plonked no meio do Pacífico sul. Há também um simulador de golfe coberto aqui, mais de 700 filmes e um centro de basquete coberto. Em suma, há muito o que fazer em um dia tropical chuvoso.

Outra alegação de fama de Namale é que, em termos de tamanho real, é o lar do maior spa diurno do Pacífico Sul, com o Santuário Valeni Sasauni Spa, medindo 10.000 pés quadrados. É aqui, aninhado entre as falésias com vista para o Mar de Koro, que eu me delicio com uma massagem Ultimate Fusion de 75 minutos combinando tecidos moles, sueca e terapias de pedras quentes enquanto ouço as ondas batendo nas rochas lá fora. Depois, tomo banho nua do lado de fora. Mais uma vez, pescadores de Fiji, de nada.

Há também muitas opções ativas ao ar livre e eu me junto aos meninos do centro de mergulho em uma tarde ensolarada de domingo e embarcamos no Pérola Namale ancorado no porto de Savusavu e dirija-se ao Lighthouse Reef. Aqui, ancoramos, deslizamos nas famosas águas quentes de Fiji e passamos uma hora sublime mergulhando com peixes tropicais, tartarugas e tubarões de recife de pontas pretas e brancas. É o suficiente para abrir o apetite, o que é tão bom quanto não há nada que a Deusa Global ame mais do que um bar bem abastecido e canapés antes de um jantar de vários pratos servido com produtos locais. Sim, este é um resort com tudo incluído e eu me misturo com os outros hóspedes, antes de sentarmos para o entretenimento noturno, que nos apresenta a cultura local por meio dos funcionários e suas famílias das duas aldeias vizinhas. Com uma proporção de equipe para hóspedes de 3: 1, você nunca se sentirá sozinho aqui, a menos, é claro, que seja o seu desejo.

O gerente geral da Namale Co, Nowdla Keefe, diz que, apesar de sua fama, Tony não colocou a marca do resort em seu nome, pois prefere adotar uma abordagem discreta para a antiga plantação de coco que começou como sua casa, 27 anos atrás.
“Ele trazia família e amigos e eles abriam portas para ele e fechavam o resort, mas então chegou ao ponto em que decidiram mantê-lo aberto”, diz ela.
“Sua intenção é que todos vivenciem o que ele experimentou quando veio pela primeira vez para Fiji. É sobre se desconectar do mundo e se reconectar com você mesmo. Muitos dos funcionários estão aqui há muito tempo, 70 por cento vêm das duas aldeias vizinhas e sentem que são deles. O serviço que você experimenta vem do coração.
“Ele é muito congruente, ele segue o que fala e a equipe o ama.”

Você consegue se imaginar nesta piscina? Confira esta ótima oferta com Luxury Escapes
Guests are encouraged to leave a piece of themselves at the resort and are invited to inscribe a stone with their name, which will be placed at a locale of their choice upon departure. And instead of tips, guests have the option of donating to the Namale Staff Appreciation Fund The Namale Education Fund and/or The Namale Medical Fund which all support the local villages.

One of the absolute standouts of a stay at Namale is its private dining options and apart from my waterfall experience, there’s also a surprise dinner option. On my last night I am whisked away in the dark, and deposited on a beach under the stars. At my table for one I’m served locally-caught lobster and fine Australian wine. Just when I think things can’t get any better (and that I am becoming very good at romancing myself), out of the bushes pops a Fijian man with a guitar. He proceeds to strum 10 stirring love songs. And I am reminded of another Tony quote “We can change our lives. We can do, have and be exactly what we wish” And right now, on this remote Fijian beach, under a moon as round as a coconut, that’s precisely here.

The Global Goddess was a guest of Namale Resort & Spa. This post is sponsored by Luxury Escapes whose travel packages are personally tested by one of their expert travel team. Her opinions remain her own.


Inspired Indulgence


THE waterfall gushes like a South Pacific socialite and indeed, that’s precisely how I feel, lounging in this crisp, private pool, replete with my own bodyguard to ensure no one interrupts my island idyll. I am on assignment for Luxury Escapes, Australia’s fastest growing online travel holiday business. And this delicious destination in which I find myself is Fiji’s luxurious Namale Resort & Spa, on the remote northern island of Savusavu.

I exit the waterfall with what I imagine is all the elegance of a mermaid, dine on prawns and sip champagne with Mother Nature as my only companion, before sashaying back to my villa, Rosi, one of 19 beautiful bures on this yawning 212ha property. What I didn’t know before checking in, is that not only is this resort owned by renowned motivational guru Tony Robbins, he was meant to be on the island at the same time as me.

I glance at the full-sized pool table in my villa lounge room, and picture asking Tony over to sink some balls and shoot the breeze. I can imagine Tony saying something profound such as “The path to success is to take massive, determined action” while I would razzle dazzle him with a few of my own motivational quotes such as “Always use butter first if you are going to make a Vegemite sandwich” or, equally inspirational “Never date a Brisbane bloke” Tony, you’re welcome.

In Tony’s absence I easily entertain myself on this expansive property, which boasts an activity centre, fitness centre, tennis court, 9-hole golf course and two swimming pools. Impressively, it also houses Fiji’s only bowling alley, affectionately known as the Kava Bowl and at which I initially thought I was being taken for a traditional kava ceremony. Bit early, even for me, I thought to myself, and was relieved when I realised it was, in fact, a bowling alley. Plonked in the middle of the South Pacific. There’s also an indoor golf simulator here, more than 700 movies and an indoor basketball centre. In short, there’s plenty to do on a tropical rainy day.

Namale’s other claim to fame is that in terms of actual size, it is home to the largest day spa in the South Pacific with the Valeni Sasauni Spa Sanctuary measuring 10,000 square feet. It is here, nestled among the cliffs overlooking the Koro Sea, that I indulge in a 75-minute Ultimate Fusion Massage combining soft tissue, Swedish, and hot stone therapies while listening to the waves crash against the rocks outside. Afterwards, I shower naked outside. Again, Fijian fishermen, you’re welcome.

There’s also plenty of active outdoor options and I join the boys from the dive centre one sunny Sunday afternoon and we board the Namale Pearl anchored in Savusavu Harbour and head out to the Lighthouse Reef. Here, we drop anchor, slip into Fiji’s famed warm waters and spend a sublime hour snorkelling with tropical fish, turtles and black and white tipped reef sharks. It’s enough to work up an appetite which is just as well as there is nothing The Global Goddess loves more than an impressively-stocked bar and canapés before a multi-course dinner served with local produce. Yes, this is an all-inclusive resort and I mingle with the other guests, before we sit down to the nightly entertainment, which introduces us to local culture through the employees and their families from the two neighbouring villages. With a staff to guest ratio of 3:1, you’ll never feel alone here, unless, of course that is your wish.

Namale Co General Manager Nowdla Keefe says despite his fame, Tony has not branded the resort in his name, as he prefers to adopt a low-key approach to the former coconut plantation which started out as his home, 27 years ago.
“He would bring family and friends and they would open up for him and then close the resort but then it got to the point where they decided to keep it open,” she says.
“His intent is that everybody experiences what he experienced when he first came to Fiji. It’s about disconnecting from the world and reconnecting with yourself. A lot of the staff have been here a long time, 70 per cent come from of the two neighbouring villages and they feel like it is theirs. The service you experience comes from the heart.
“He’s very congruent, he walks the talk and the staff love him.”

Can you picture yourself in this pool? Check out this great deal with Luxury Escapes
Guests are encouraged to leave a piece of themselves at the resort and are invited to inscribe a stone with their name, which will be placed at a locale of their choice upon departure. And instead of tips, guests have the option of donating to the Namale Staff Appreciation Fund The Namale Education Fund and/or The Namale Medical Fund which all support the local villages.

One of the absolute standouts of a stay at Namale is its private dining options and apart from my waterfall experience, there’s also a surprise dinner option. On my last night I am whisked away in the dark, and deposited on a beach under the stars. At my table for one I’m served locally-caught lobster and fine Australian wine. Just when I think things can’t get any better (and that I am becoming very good at romancing myself), out of the bushes pops a Fijian man with a guitar. He proceeds to strum 10 stirring love songs. And I am reminded of another Tony quote “We can change our lives. We can do, have and be exactly what we wish” And right now, on this remote Fijian beach, under a moon as round as a coconut, that’s precisely here.

The Global Goddess was a guest of Namale Resort & Spa. This post is sponsored by Luxury Escapes whose travel packages are personally tested by one of their expert travel team. Her opinions remain her own.


Inspired Indulgence


THE waterfall gushes like a South Pacific socialite and indeed, that’s precisely how I feel, lounging in this crisp, private pool, replete with my own bodyguard to ensure no one interrupts my island idyll. I am on assignment for Luxury Escapes, Australia’s fastest growing online travel holiday business. And this delicious destination in which I find myself is Fiji’s luxurious Namale Resort & Spa, on the remote northern island of Savusavu.

I exit the waterfall with what I imagine is all the elegance of a mermaid, dine on prawns and sip champagne with Mother Nature as my only companion, before sashaying back to my villa, Rosi, one of 19 beautiful bures on this yawning 212ha property. What I didn’t know before checking in, is that not only is this resort owned by renowned motivational guru Tony Robbins, he was meant to be on the island at the same time as me.

I glance at the full-sized pool table in my villa lounge room, and picture asking Tony over to sink some balls and shoot the breeze. I can imagine Tony saying something profound such as “The path to success is to take massive, determined action” while I would razzle dazzle him with a few of my own motivational quotes such as “Always use butter first if you are going to make a Vegemite sandwich” or, equally inspirational “Never date a Brisbane bloke” Tony, you’re welcome.

In Tony’s absence I easily entertain myself on this expansive property, which boasts an activity centre, fitness centre, tennis court, 9-hole golf course and two swimming pools. Impressively, it also houses Fiji’s only bowling alley, affectionately known as the Kava Bowl and at which I initially thought I was being taken for a traditional kava ceremony. Bit early, even for me, I thought to myself, and was relieved when I realised it was, in fact, a bowling alley. Plonked in the middle of the South Pacific. There’s also an indoor golf simulator here, more than 700 movies and an indoor basketball centre. In short, there’s plenty to do on a tropical rainy day.

Namale’s other claim to fame is that in terms of actual size, it is home to the largest day spa in the South Pacific with the Valeni Sasauni Spa Sanctuary measuring 10,000 square feet. It is here, nestled among the cliffs overlooking the Koro Sea, that I indulge in a 75-minute Ultimate Fusion Massage combining soft tissue, Swedish, and hot stone therapies while listening to the waves crash against the rocks outside. Afterwards, I shower naked outside. Again, Fijian fishermen, you’re welcome.

There’s also plenty of active outdoor options and I join the boys from the dive centre one sunny Sunday afternoon and we board the Namale Pearl anchored in Savusavu Harbour and head out to the Lighthouse Reef. Here, we drop anchor, slip into Fiji’s famed warm waters and spend a sublime hour snorkelling with tropical fish, turtles and black and white tipped reef sharks. It’s enough to work up an appetite which is just as well as there is nothing The Global Goddess loves more than an impressively-stocked bar and canapés before a multi-course dinner served with local produce. Yes, this is an all-inclusive resort and I mingle with the other guests, before we sit down to the nightly entertainment, which introduces us to local culture through the employees and their families from the two neighbouring villages. With a staff to guest ratio of 3:1, you’ll never feel alone here, unless, of course that is your wish.

Namale Co General Manager Nowdla Keefe says despite his fame, Tony has not branded the resort in his name, as he prefers to adopt a low-key approach to the former coconut plantation which started out as his home, 27 years ago.
“He would bring family and friends and they would open up for him and then close the resort but then it got to the point where they decided to keep it open,” she says.
“His intent is that everybody experiences what he experienced when he first came to Fiji. It’s about disconnecting from the world and reconnecting with yourself. A lot of the staff have been here a long time, 70 per cent come from of the two neighbouring villages and they feel like it is theirs. The service you experience comes from the heart.
“He’s very congruent, he walks the talk and the staff love him.”

Can you picture yourself in this pool? Check out this great deal with Luxury Escapes
Guests are encouraged to leave a piece of themselves at the resort and are invited to inscribe a stone with their name, which will be placed at a locale of their choice upon departure. And instead of tips, guests have the option of donating to the Namale Staff Appreciation Fund The Namale Education Fund and/or The Namale Medical Fund which all support the local villages.

One of the absolute standouts of a stay at Namale is its private dining options and apart from my waterfall experience, there’s also a surprise dinner option. On my last night I am whisked away in the dark, and deposited on a beach under the stars. At my table for one I’m served locally-caught lobster and fine Australian wine. Just when I think things can’t get any better (and that I am becoming very good at romancing myself), out of the bushes pops a Fijian man with a guitar. He proceeds to strum 10 stirring love songs. And I am reminded of another Tony quote “We can change our lives. We can do, have and be exactly what we wish” And right now, on this remote Fijian beach, under a moon as round as a coconut, that’s precisely here.

The Global Goddess was a guest of Namale Resort & Spa. This post is sponsored by Luxury Escapes whose travel packages are personally tested by one of their expert travel team. Her opinions remain her own.


Inspired Indulgence


THE waterfall gushes like a South Pacific socialite and indeed, that’s precisely how I feel, lounging in this crisp, private pool, replete with my own bodyguard to ensure no one interrupts my island idyll. I am on assignment for Luxury Escapes, Australia’s fastest growing online travel holiday business. And this delicious destination in which I find myself is Fiji’s luxurious Namale Resort & Spa, on the remote northern island of Savusavu.

I exit the waterfall with what I imagine is all the elegance of a mermaid, dine on prawns and sip champagne with Mother Nature as my only companion, before sashaying back to my villa, Rosi, one of 19 beautiful bures on this yawning 212ha property. What I didn’t know before checking in, is that not only is this resort owned by renowned motivational guru Tony Robbins, he was meant to be on the island at the same time as me.

I glance at the full-sized pool table in my villa lounge room, and picture asking Tony over to sink some balls and shoot the breeze. I can imagine Tony saying something profound such as “The path to success is to take massive, determined action” while I would razzle dazzle him with a few of my own motivational quotes such as “Always use butter first if you are going to make a Vegemite sandwich” or, equally inspirational “Never date a Brisbane bloke” Tony, you’re welcome.

In Tony’s absence I easily entertain myself on this expansive property, which boasts an activity centre, fitness centre, tennis court, 9-hole golf course and two swimming pools. Impressively, it also houses Fiji’s only bowling alley, affectionately known as the Kava Bowl and at which I initially thought I was being taken for a traditional kava ceremony. Bit early, even for me, I thought to myself, and was relieved when I realised it was, in fact, a bowling alley. Plonked in the middle of the South Pacific. There’s also an indoor golf simulator here, more than 700 movies and an indoor basketball centre. In short, there’s plenty to do on a tropical rainy day.

Namale’s other claim to fame is that in terms of actual size, it is home to the largest day spa in the South Pacific with the Valeni Sasauni Spa Sanctuary measuring 10,000 square feet. It is here, nestled among the cliffs overlooking the Koro Sea, that I indulge in a 75-minute Ultimate Fusion Massage combining soft tissue, Swedish, and hot stone therapies while listening to the waves crash against the rocks outside. Afterwards, I shower naked outside. Again, Fijian fishermen, you’re welcome.

There’s also plenty of active outdoor options and I join the boys from the dive centre one sunny Sunday afternoon and we board the Namale Pearl anchored in Savusavu Harbour and head out to the Lighthouse Reef. Here, we drop anchor, slip into Fiji’s famed warm waters and spend a sublime hour snorkelling with tropical fish, turtles and black and white tipped reef sharks. It’s enough to work up an appetite which is just as well as there is nothing The Global Goddess loves more than an impressively-stocked bar and canapés before a multi-course dinner served with local produce. Yes, this is an all-inclusive resort and I mingle with the other guests, before we sit down to the nightly entertainment, which introduces us to local culture through the employees and their families from the two neighbouring villages. With a staff to guest ratio of 3:1, you’ll never feel alone here, unless, of course that is your wish.

Namale Co General Manager Nowdla Keefe says despite his fame, Tony has not branded the resort in his name, as he prefers to adopt a low-key approach to the former coconut plantation which started out as his home, 27 years ago.
“He would bring family and friends and they would open up for him and then close the resort but then it got to the point where they decided to keep it open,” she says.
“His intent is that everybody experiences what he experienced when he first came to Fiji. It’s about disconnecting from the world and reconnecting with yourself. A lot of the staff have been here a long time, 70 per cent come from of the two neighbouring villages and they feel like it is theirs. The service you experience comes from the heart.
“He’s very congruent, he walks the talk and the staff love him.”

Can you picture yourself in this pool? Check out this great deal with Luxury Escapes
Guests are encouraged to leave a piece of themselves at the resort and are invited to inscribe a stone with their name, which will be placed at a locale of their choice upon departure. And instead of tips, guests have the option of donating to the Namale Staff Appreciation Fund The Namale Education Fund and/or The Namale Medical Fund which all support the local villages.

One of the absolute standouts of a stay at Namale is its private dining options and apart from my waterfall experience, there’s also a surprise dinner option. On my last night I am whisked away in the dark, and deposited on a beach under the stars. At my table for one I’m served locally-caught lobster and fine Australian wine. Just when I think things can’t get any better (and that I am becoming very good at romancing myself), out of the bushes pops a Fijian man with a guitar. He proceeds to strum 10 stirring love songs. And I am reminded of another Tony quote “We can change our lives. We can do, have and be exactly what we wish” And right now, on this remote Fijian beach, under a moon as round as a coconut, that’s precisely here.

The Global Goddess was a guest of Namale Resort & Spa. This post is sponsored by Luxury Escapes whose travel packages are personally tested by one of their expert travel team. Her opinions remain her own.


Inspired Indulgence


THE waterfall gushes like a South Pacific socialite and indeed, that’s precisely how I feel, lounging in this crisp, private pool, replete with my own bodyguard to ensure no one interrupts my island idyll. I am on assignment for Luxury Escapes, Australia’s fastest growing online travel holiday business. And this delicious destination in which I find myself is Fiji’s luxurious Namale Resort & Spa, on the remote northern island of Savusavu.

I exit the waterfall with what I imagine is all the elegance of a mermaid, dine on prawns and sip champagne with Mother Nature as my only companion, before sashaying back to my villa, Rosi, one of 19 beautiful bures on this yawning 212ha property. What I didn’t know before checking in, is that not only is this resort owned by renowned motivational guru Tony Robbins, he was meant to be on the island at the same time as me.

I glance at the full-sized pool table in my villa lounge room, and picture asking Tony over to sink some balls and shoot the breeze. I can imagine Tony saying something profound such as “The path to success is to take massive, determined action” while I would razzle dazzle him with a few of my own motivational quotes such as “Always use butter first if you are going to make a Vegemite sandwich” or, equally inspirational “Never date a Brisbane bloke” Tony, you’re welcome.

In Tony’s absence I easily entertain myself on this expansive property, which boasts an activity centre, fitness centre, tennis court, 9-hole golf course and two swimming pools. Impressively, it also houses Fiji’s only bowling alley, affectionately known as the Kava Bowl and at which I initially thought I was being taken for a traditional kava ceremony. Bit early, even for me, I thought to myself, and was relieved when I realised it was, in fact, a bowling alley. Plonked in the middle of the South Pacific. There’s also an indoor golf simulator here, more than 700 movies and an indoor basketball centre. In short, there’s plenty to do on a tropical rainy day.

Namale’s other claim to fame is that in terms of actual size, it is home to the largest day spa in the South Pacific with the Valeni Sasauni Spa Sanctuary measuring 10,000 square feet. It is here, nestled among the cliffs overlooking the Koro Sea, that I indulge in a 75-minute Ultimate Fusion Massage combining soft tissue, Swedish, and hot stone therapies while listening to the waves crash against the rocks outside. Afterwards, I shower naked outside. Again, Fijian fishermen, you’re welcome.

There’s also plenty of active outdoor options and I join the boys from the dive centre one sunny Sunday afternoon and we board the Namale Pearl anchored in Savusavu Harbour and head out to the Lighthouse Reef. Here, we drop anchor, slip into Fiji’s famed warm waters and spend a sublime hour snorkelling with tropical fish, turtles and black and white tipped reef sharks. It’s enough to work up an appetite which is just as well as there is nothing The Global Goddess loves more than an impressively-stocked bar and canapés before a multi-course dinner served with local produce. Yes, this is an all-inclusive resort and I mingle with the other guests, before we sit down to the nightly entertainment, which introduces us to local culture through the employees and their families from the two neighbouring villages. With a staff to guest ratio of 3:1, you’ll never feel alone here, unless, of course that is your wish.

Namale Co General Manager Nowdla Keefe says despite his fame, Tony has not branded the resort in his name, as he prefers to adopt a low-key approach to the former coconut plantation which started out as his home, 27 years ago.
“He would bring family and friends and they would open up for him and then close the resort but then it got to the point where they decided to keep it open,” she says.
“His intent is that everybody experiences what he experienced when he first came to Fiji. It’s about disconnecting from the world and reconnecting with yourself. A lot of the staff have been here a long time, 70 per cent come from of the two neighbouring villages and they feel like it is theirs. The service you experience comes from the heart.
“He’s very congruent, he walks the talk and the staff love him.”

Can you picture yourself in this pool? Check out this great deal with Luxury Escapes
Guests are encouraged to leave a piece of themselves at the resort and are invited to inscribe a stone with their name, which will be placed at a locale of their choice upon departure. And instead of tips, guests have the option of donating to the Namale Staff Appreciation Fund The Namale Education Fund and/or The Namale Medical Fund which all support the local villages.

One of the absolute standouts of a stay at Namale is its private dining options and apart from my waterfall experience, there’s also a surprise dinner option. On my last night I am whisked away in the dark, and deposited on a beach under the stars. At my table for one I’m served locally-caught lobster and fine Australian wine. Just when I think things can’t get any better (and that I am becoming very good at romancing myself), out of the bushes pops a Fijian man with a guitar. He proceeds to strum 10 stirring love songs. And I am reminded of another Tony quote “We can change our lives. We can do, have and be exactly what we wish” And right now, on this remote Fijian beach, under a moon as round as a coconut, that’s precisely here.

The Global Goddess was a guest of Namale Resort & Spa. This post is sponsored by Luxury Escapes whose travel packages are personally tested by one of their expert travel team. Her opinions remain her own.


Inspired Indulgence


THE waterfall gushes like a South Pacific socialite and indeed, that’s precisely how I feel, lounging in this crisp, private pool, replete with my own bodyguard to ensure no one interrupts my island idyll. I am on assignment for Luxury Escapes, Australia’s fastest growing online travel holiday business. And this delicious destination in which I find myself is Fiji’s luxurious Namale Resort & Spa, on the remote northern island of Savusavu.

I exit the waterfall with what I imagine is all the elegance of a mermaid, dine on prawns and sip champagne with Mother Nature as my only companion, before sashaying back to my villa, Rosi, one of 19 beautiful bures on this yawning 212ha property. What I didn’t know before checking in, is that not only is this resort owned by renowned motivational guru Tony Robbins, he was meant to be on the island at the same time as me.

I glance at the full-sized pool table in my villa lounge room, and picture asking Tony over to sink some balls and shoot the breeze. I can imagine Tony saying something profound such as “The path to success is to take massive, determined action” while I would razzle dazzle him with a few of my own motivational quotes such as “Always use butter first if you are going to make a Vegemite sandwich” or, equally inspirational “Never date a Brisbane bloke” Tony, you’re welcome.

In Tony’s absence I easily entertain myself on this expansive property, which boasts an activity centre, fitness centre, tennis court, 9-hole golf course and two swimming pools. Impressively, it also houses Fiji’s only bowling alley, affectionately known as the Kava Bowl and at which I initially thought I was being taken for a traditional kava ceremony. Bit early, even for me, I thought to myself, and was relieved when I realised it was, in fact, a bowling alley. Plonked in the middle of the South Pacific. There’s also an indoor golf simulator here, more than 700 movies and an indoor basketball centre. In short, there’s plenty to do on a tropical rainy day.

Namale’s other claim to fame is that in terms of actual size, it is home to the largest day spa in the South Pacific with the Valeni Sasauni Spa Sanctuary measuring 10,000 square feet. It is here, nestled among the cliffs overlooking the Koro Sea, that I indulge in a 75-minute Ultimate Fusion Massage combining soft tissue, Swedish, and hot stone therapies while listening to the waves crash against the rocks outside. Afterwards, I shower naked outside. Again, Fijian fishermen, you’re welcome.

There’s also plenty of active outdoor options and I join the boys from the dive centre one sunny Sunday afternoon and we board the Namale Pearl anchored in Savusavu Harbour and head out to the Lighthouse Reef. Here, we drop anchor, slip into Fiji’s famed warm waters and spend a sublime hour snorkelling with tropical fish, turtles and black and white tipped reef sharks. It’s enough to work up an appetite which is just as well as there is nothing The Global Goddess loves more than an impressively-stocked bar and canapés before a multi-course dinner served with local produce. Yes, this is an all-inclusive resort and I mingle with the other guests, before we sit down to the nightly entertainment, which introduces us to local culture through the employees and their families from the two neighbouring villages. With a staff to guest ratio of 3:1, you’ll never feel alone here, unless, of course that is your wish.

Namale Co General Manager Nowdla Keefe says despite his fame, Tony has not branded the resort in his name, as he prefers to adopt a low-key approach to the former coconut plantation which started out as his home, 27 years ago.
“He would bring family and friends and they would open up for him and then close the resort but then it got to the point where they decided to keep it open,” she says.
“His intent is that everybody experiences what he experienced when he first came to Fiji. It’s about disconnecting from the world and reconnecting with yourself. A lot of the staff have been here a long time, 70 per cent come from of the two neighbouring villages and they feel like it is theirs. The service you experience comes from the heart.
“He’s very congruent, he walks the talk and the staff love him.”

Can you picture yourself in this pool? Check out this great deal with Luxury Escapes
Guests are encouraged to leave a piece of themselves at the resort and are invited to inscribe a stone with their name, which will be placed at a locale of their choice upon departure. And instead of tips, guests have the option of donating to the Namale Staff Appreciation Fund The Namale Education Fund and/or The Namale Medical Fund which all support the local villages.

One of the absolute standouts of a stay at Namale is its private dining options and apart from my waterfall experience, there’s also a surprise dinner option. On my last night I am whisked away in the dark, and deposited on a beach under the stars. At my table for one I’m served locally-caught lobster and fine Australian wine. Just when I think things can’t get any better (and that I am becoming very good at romancing myself), out of the bushes pops a Fijian man with a guitar. He proceeds to strum 10 stirring love songs. And I am reminded of another Tony quote “We can change our lives. We can do, have and be exactly what we wish” And right now, on this remote Fijian beach, under a moon as round as a coconut, that’s precisely here.

The Global Goddess was a guest of Namale Resort & Spa. This post is sponsored by Luxury Escapes whose travel packages are personally tested by one of their expert travel team. Her opinions remain her own.


Assista o vídeo: Rimba jimbaran bali indonesia (Novembro 2021).